9781547595020 medium

Tratado de Açoites (eBook)

by (Author)

  • 10,289 Words
  • 69 Pages

No seu melhor, Mois Benarroch sinaliza sobre o hebraico e que a língua não pertence a ninguém. Esta é sua virtude, que nela tudo pode ser feito, e Benarroch escreve maravilhosa poesia: “havia aqueles que agrediam e havia aqueles que ficavam em silêncio”.
Essa é todo o poema. Não há três campos – como dos agredidos, dos agressores e dos silenciados - mas sim apenas dois, e a nova distribuição que promovem essas linhas não permite ao leitor nenhum momento de descanso. Com quem ele está? Em volta do silêncio está construído o poema: o silêncio dos agredidos e seus irmãos que observam de fora, conhecendo como "é justa" a dor do agredido. Esse poema é maravilhoso. Do livro eu sugiro começar a ler sobre o poeta, judeu de origem marroquina, não porque ele conte das agressões que recebeu em sua infância, e também não por causa de Amir Peretz, mas sim que seja notado o simples fato de que nada na sociedade israelense – que todos agora compreendem isso, mesmo que por um breve momento – não está neutralizado da profunda dor que permeia sob a pele, na terra, nas cinzas. Nada o sufoca, exceto o agrupamento dos agressores, é claro. Leiam este curto poema e visualizem quanta profundidade e quanta dor estão nele presentes, quantas bocas malditas, que de repente, serão vistas sob outro ponto de vista. Yitzhak Laor

No seu melhor, Mois Benarroch sinaliza sobre o hebraico e que a língua não pertence a ninguém. Esta é sua virtude, que nela tudo pode ser feito, e Benarroch escreve maravilhosa poesia: “havia aqueles que agrediam e havia aqueles que ficavam em silêncio”.
Essa é todo o poema. Não há três campos – como dos agredidos, dos agressores e dos silenciados - mas sim apenas dois, e a nova distribuição que promovem essas linhas não permite ao leitor nenhum momento de descanso. Com quem ele está? Em volta do silêncio está construído o poema: o silêncio dos agredidos e seus irmãos que observam de fora, conhecendo como "é justa" a dor do agredido. Esse poema é maravilhoso. Do livro eu sugiro começar a ler sobre o poeta, judeu de origem marroquina, não porque ele conte das agressões que recebeu em sua infância, e também não por causa de Amir Peretz, mas sim que seja notado o simples fato de que nada na sociedade israelense – que todos agora compreendem isso, mesmo que por um breve momento – não está neutralizado da profunda dor que permeia sob a pele, na terra, nas cinzas. Nada o sufoca, exceto o agrupamento dos agressores, é claro. Leiam este curto poema e visualizem quanta profundidade e quanta dor estão nele presentes, quantas bocas malditas, que de repente, serão vistas sob outro ponto de vista. Yitzhak Laor


  • 0
    0
  • 1
    1
  • 2
    2
  • 3
    3
  • 4
    4
  • 5
    5
  • 6
    6
  • 7
    7
  • 8
    8
  • 9
    9
  • 0
    0
  • 1
    1
  • 2
    2
  • 3
    3
  • 4
    4
  • 5
    5
  • 6
    6
  • 7
    7
  • 8
    8
  • 9
    9
  • 0
    0
  • 1
    1
  • 2
    2
  • 3
    3
  • 4
    4
  • 5
    5
  • 6
    6
  • 7
    7
  • 8
    8
  • 9
    9
:
  • 0
    0
  • 1
    1
  • 2
    2
  • 3
    3
  • 4
    4
  • 5
    5
  • 6
    6
  • 7
    7
  • 8
    8
  • 9
    9
  • 0
    0
  • 1
    1
  • 2
    2
  • 3
    3
  • 4
    4
  • 5
    5
  • 6
    6
  • 7
    7
  • 8
    8
  • 9
    9
:
  • 0
    0
  • 1
    1
  • 2
    2
  • 3
    3
  • 4
    4
  • 5
    5
  • 6
    6
  • 7
    7
  • 8
    8
  • 9
    9
  • 0
    0
  • 1
    1
  • 2
    2
  • 3
    3
  • 4
    4
  • 5
    5
  • 6
    6
  • 7
    7
  • 8
    8
  • 9
    9
Average Reading Time Login to Personalize

Item added to cart

9781547595020 bookshelf
Tratado de Açoites: Tr...
$5.99
QTY: 1

9781547595020 bookshelf

Write a Review for Tratado de Açoites: Tratado de Agressões

by Mois Benarroch

Average Rating:
×

Tratado de Açoites has been added

Tratado de Açoites has been added to your wish list.

Ok